Novembro / 2009

Sancionada a Lei Complementar 101/2009, que altera o Plano Diretor, institui a Operação Urbana Consorciada da Região do Porto do Rio.
Sancionada a Lei Complementar 102/2009, que cria a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (CDURP)

Março / 2010

Ofício enviado pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU) aponta a subvalorização dos terrenos do Pátio da Praia Formosa e da Área 3 do Pátio da Marítima, que foram avaliados em valor 10 vezes menor do que o valor de mercado.

Junho / 2011

Prefeitura arremata, por 3,5 bilhões de reais, em lote único todos os CEPACs, venda é feita para o Fundo de Investimento Imobiliário Porto Maravilha, administrado pela Caixa Econômica Federal.

Abril / 2012

É assinado o Primeiro Termo Aditivo do contrato, que faz importantes alterações no contrato, suprimindo obras na Região do Morro do Pinto e outras obras viárias em nome de acelerar a construção do Museu do Amanhã

Outubro / 2012

É assinado o Segundo Termo Aditivo do contrato, que faz a primeira alteração de traçado dos túneis da via binário e da via expressa.

Fevereiro / 2013

Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente (GAEMA) do Ministério Público do Rio de Janeiro entra com uma Ação Civil Pública contra a prefeitura em função dos vícios e omissões do Estudo de Impacto de Vizinhança e da dispensa indevida de Estudo de Impacto Ambiental (EIA) para a operação.

Março / 2013

É assinado o Terceiro Termo Aditivo do contrato, que amplia a extensão do túnel da via expressa (Atualmente Túnel Marcelo Allencar).

Dezembro / 2015

Reportagens evidenciam as suspeitas de pagamento de propina para Eduardo Cunha, ex-Presidente da Câmara dos Deputados
Após a operação Catilinárias, Fábio Cleto, ex-vice presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, indicado por Eduardo Cunha, assina acordo de colaboração premiada.

Janeiro / 2016

Informações de relatório da Polícia Federal apontam que Eduardo Cunha e Léo Pinheiro tentaram influenciar decisões da Caixa Econômica Federal e do Ministério das Cidades, em especial para evitar uma redução do aporte do FGTS, sugerida por outra diretoria da Caixa Econômica.

Março / 2016

Planilhas e trocas de e-mails entre diretores da Odebrecht encontradas na 26ª fase da Operação Lava Jato indicam o pagamento de 1 milhão de reais em propina para obras no Porto Maravilha associadas ao codinome “Turquesa #2”

Dezembro / 2016

Informações apontam que 90% dos CEPACs ainda continuam estocados.

Março / 2017

O Vereador Tarcísio Motta (PSOL) faz pronunciamento anunciando o início da coleta de assinaturas para a CPI Porto Maravilha. Site da CPI Porto Maravilha é lançado.